Um Poema

 

Viver é

Oferecer-se

 

Viver é ter aberto o coração 

dia e noite e oferecê-lo

aos mendigos do amor,

da beleza e da esperança,

sem esperar nada em troca.

 

Como se oferece o vento

às folhas que se desprendem

das árvores, 

                balançando-as

até deitá-las no chão.

 

Como se oferece a árvore

ao pouso brando das garças

e ao espelho azul do lago.

 

Como se oferece o lago

aos olhos enternecidos

do casal de namorados.

Como se oferece o néctar

das flores ao beija-flor.

 

Como se oferece a flor

do campo aos olhos pasmados,

ao sorriso, às mãos minúsculas

e trêmulas dos in-fantes.

 

Como se oferece a terra

ao abraço silencioso

e fecundante da noite.

 

Basta abrir o coração

para exorcizar a morte.

 

Pe. Álvaro Barreiro sj

In: Vislumbres