Um Poema

Esta Entrega é só Tua
Ninguém pode viver ou morrer
no lugar de um outro
Mas Tu escolheste suportar
um peso que não era Teu
Carregas em Teus ombros
a inimizade das identidades feridas
a incompreensão da dureza do coração
a injustiça da cumplicidade com o mal
a humilhação dos poderes corrompidos
o abandono da amizade amedrontada
Esta é a cruz da linhagem humana
à qual eu pertenço
E Tu quiseste transformar
por puro Amor
esta dor em Dom
Por isso
Senhor que ama até o fim
dá-me um coração
apaixonado e agradecido
Faz de mim um companheiro
dos crucificados e crucificadas
deste mundo
E que ao cruzar
com Tua Igreja de Cirineus
todos saibam que
desde Tua santa sexta-feira
os extremos da dor e do Amor
uniram-se para que
em cada experiência humana
ninguém mais se sinta só
 
Pe. Francys Silvestrini Adão SJ
15.04.22
Imagem: Sieger Koder