Uma Exposição

“Meu país tem duas caras. A Colômbia é ao mundo amável que eu pinto sempre, mas também tem essa cara terrível da violência.”

(Botero)

 

O Museu de Artes e Ofícios de Belo Horizonte inaugurou, no dia 19 de abril, a exposição “Dores da Colômbia”, do artista visual Fernando Botero.

 

Quem está acostumado com as pinturas calmas e bem humoradas do artista se surpreenderá com uma série de quadros que emanam tristeza e sofrimento. Dessa vez, Botero resolveu mostrar outro lado de seu amado país. Cenas assombradas pela violência desmedida de grupos guerrilheiros, políticos e paramilitares enchem pinturas e desenhos de lágrimas e sangue. As imagens são inspiradas em fatos reais, mas todas carregam uma dose do imaginário próprio do artista, convidando o espectador a uma reflexão profundamente sensível sobre os temas abordados. Botero não pretende, porém, fazer justiça com sua arte, mas sente-se na obrigação de registrar esses acontecimentos como alguém que testemunha esse contexto. Talvez o seu desejo de mostrar para o mundo o que está acontecendo da Colômbia seja como o impulso que instigou Picasso a pintar o famoso painel “Guernica”, durante a Guerra Civil Espanhola de 1937.

“Dores da Colômbia” pode ser vista até o dia 02 de junho de 2012.

 

Amanda Lopes

01.05.2012