(Foto de Nishe)
Estou viva. 
E penso que para além de mim
 não há quem o saiba. 
 
 Sou por definição inconsciente e
 vinda à mão, uma transparência-mulher
 uma dor não definível que me
 expõe à luz.

 Claudia R. Sampaio