Um Filme

 

Diretor -Monsieur Batignole

França

 

“Sempre podemos ser melhores”

 

Que gostoso poder sair de um filme com a sensação de que a esperança existe, as pessoas mudam e podem ser melhores!

Que gostoso confirmar que as crianças despertam o que há de melhor no ser humano! Que as crianças sempre são uma oportunidade de redenção, de mudança e crescimento!

Tudo se passa na França, durante a 2ª. guerra, focalizando famílias comuns, num período de ascensão do nazismo, perseguição de judeus;  tudo se dá entre franceses oferecendo resistência e ajuda, tanto quanto aproveitando a oportunidade para denunciar e ganhar dinheiro.

 

No entanto, podemos sair deste tempo e lugar e ir para qualquer outra cidade, país e época. São crianças em situação de abandono e adultos trabalhando e buscando oportunidades para amar, criar, ser reconhecido, viver dignamente ou não.

 

Se olharmos bem, encontraremos cada uma das personagens à nossa volta, em nosso cotidiano:

- a dona de casa que fica exultante por poder morar melhor, ainda que sobre a desgraça do vizinho;

- a filha jovem que quer se divertir e aproveitar a vida;

- o jovem que quer ser escritor, mas, frustrado por não ter talento, acaba descontando sua frustração e ganhando tamanho e dinheiro ao denunciar pessoas;

- o militar que, protegido pela farda, sente-se grande e abusa de quem quer que seja: homem, mulher, criança;

- a mulher compradora da loja que não deixa de mostrar que sabe o mal que os donos estão fazendo a outras pessoas;

- a zeladora do prédio que acolhe as crianças que ficaram sem pais;

- a dona do sítio que ajuda os que passam buscando proteção e assim também diminui sua própria solidão;

- o padre que enfrenta o desafio de transpor o caminho com as crianças;

- as crianças que se solidarizam umas com as outras, mas criam também confusões e situações embaraçosas;

- o sr. Batignole, dono da venda, que ao tentar safar-se da situação difícil em que se meteu, vai descobrindo novas possibilidades, horizontes e valores.

 

Tomemos, então, como lições a observar:

É a AMIZADE que se estabelece entre a CRIANÇA e o IDOSO que traz libertação e ampliação de vida!

É o comportamento singelo e autêntico da criança que abre, no adulto, a chance de ser melhor!

Assim... sempre podemos ser melhores e ajudar-nos mutuamente!

 

Maria Teresa Moreira Rodrigues

psicanalista - Espiritualidade Inaciana - Campinas-SP