Uma Exposição

 

A mostra itinerante Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim, marca a primeira vez que parte do acervo do instituto deixa sua sede, em Brumadinho. O período expositivo vai de 12 de dezembro de 2014 a 08 de março de 2015 nas galerias do Palácio das Artes e no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia.

 

A proposta é um recorte do acervo, com mais de 50 obras, que examinam a formação do campo da arte contemporânea a partir da coleção e do programa da instituição, inaugurada ao público em 2006. Uma correalização da Fundação Clóvis Salgado, a exposição toma como ponto de partida um momento histórico em que a arte deixa de se resumir a objetos para existir de maneira mais aberta para o mundo.

 

Na Grande Galeria Alberto da Veiga Guignard, o percurso é organizado em quatro núcleos, parte do neoconcretismo de Hélio Oiticica, Lygia Clark e Lygia Pape; passa pela geometria conceitual de Channa Horwitz, Cildo Meireles e David Lamelas e pelo vanguardismo do grupo Gutai, surgido no pós-guerra do Japão, chegando ao acionismo e à presença do corpo na arte, como no trabalho de Chris Burden. Essas obras são apresentadas em diálogo com artistas de outras gerações, como Gabriel Sierra, Jac Leirner, Cinthia Marcelle, entre outros.

 

Já as galerias Genesco Murta e Arlinda Corrêa Lima abrigam instalações de maior escala de Ernesto Neto, Jorge Macchi, Mauro Restiffe, Melanie Smith, Rivane Neuenschwander e Thomas Hirschhorn.

 

No Centro de Arte Contemporânea e Fotografia, a videoinstalação Homo sapiens sapiens (2005) de Pipilotti Rist, será exibida pela primeira vez no Brasil.

 

EVENTO: Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim

DATA: De 12 de Dezembro, Sexta a 08 de Março, Domingo

HORÁRIO: Terça a sábado: 9h30 às 21h e Domingos: 16h às 21h |

LOCAL: Galerias do Palácio das Artes, Centro de Arte Contemporânea e Fotografia

INFORMAÇÕES PARA O PÚBLICO: (31) 3236-7400