Uma Música

 

 

Lenine - Paciência

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não pára
Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso, faço hora, vou na valsa
A vida é tão rara
Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo e normal
Eu finjo ter paciência
O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência
Será que é tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo para perder
E quem quer saber
A vida é tão rara tão rara
Mesmo quanto

 

A vida é tão rara diz a música, mas não temos tempo para perceber. 

A sociedade pós-moderna é da velocidade, da correria.Tudo acelerado. 

Nem percebemos que entramos nessa lógica e não suportamos esperar por nada. 

Nem em relação a nós mesmos.

Quer-se tudo às pressas, quando as coisas essenciais da vida 

necessitam de tempo, de espera: o amor, a amizade, a ternura, o criar laços...

A Paciência é dinâmica também, mas faz olhar pra tudo com calma e 

gera delicadeza.

É preciso paciência pra perceber que a vida não pára

mesmo quando a gente se "demora" em certos trechos...

A vida é tão rara! A paciência nos ensina a saboreá-la.

Equipe do site