Um Filme

 

Resumo:

Por razões políticas o poeta chileno Pablo Neruda (Philippe Noiret) se exila em uma ilha na Itália. Lá um desempregado (Massimo Troisi) quase analfabeto é contratado como carteiro extra, encarregado de cuidar da correspondência do poeta, e gradativamente entre os dois se forma uma sólida amizade, sendo que o carteiro solicita e recebe a ajuda do poeta a fim de conquistar o grande amor de sua vida. O filme foi vencedor do Oscar de melhor trilha sonora e é uma versão cinematográfica de um livro do escritor chileno Antonio Skármeta. 

Comentário:

- O filme é uma adaptação do livro. O Poeta Pablo Neruda nunca passou por aquela ilha na Itália. O filme é uma obra prima repleta de significados, de signos verbais e não verbais: a música, a paisagem, a poesia, o amor, aprendizado, a amizade e outros tantos. 

- O filme narra a aventura do carteiro, um filho de pescador humilde, Mario Ruoppolo, que passa a ser amigo do poeta Neruda. Uma amizade que vai transformando a vida de Mário, quase um analfabeto. 

- O poeta do amor, Pablo Neruda, dá um livro de poesia para Mário e o ajuda na conquista de Beatrice Russo. São os versos do poeta que Mário utiliza para conquistar o amor de Beatrice. “A poesia não pertence ao poeta que a escreveu, mas a quem precisa dela”, diz Mário.

- Mário descobre um mundo novo através das metáforas. Passa a ver até sua ilha de outra maneira. As metáforas são muito mais que meros detalhes neste mundo que mescla ficção e realidade, nos ensinam a ver poesia, a beleza e, acima de tudo imagens em outras imagens, em todos os lugares, mesmo nos mais rotineiros detalhes da vida. “Quando tentamos explicar, a poesia se torna banal. Melhor do que qualquer explicação é a experiência das emoções que a poesia revela para uma alma disposta a compreendê-la”, diz Neruda, no filme. 

- Mário descobre a beleza da sua ilha e grava o som do mar, do vento, a batida do coração do filho para enviar ao poeta. Ele não escreve, mas passa a ver poesia e beleza em tudo.

- A amizade de Mário por Neruda é impressionante. Mário é fiel ao amigo, não se coloca acima do amigo, nem cobra nada. É uma amizade verdadeira, gratuita. 

- O filme exclui boa parte do contexto sócio-histórico chileno que está bastante presente no livro de Skármeta. Em especial, diminui a estatura do carteiro de Skármeta, que é um sujeito político engajado nas lutas políticas de seu tempo. 

- O carteiro e o poeta é um filme leve, profundo, que nos conecta com a simplicidade e beleza da vida.

Equipe do site.